HOME MISSÃO E VISÃO DIRETORIA FALE COM A GENTE PARCERIAS LINKS 
segunda-feira, Jundiaí 15 de outubro 2018 Busca no site   
ÁREA RESTRITA
LOGIN/SENHA
 
BENEFÍCIOS
 
DÚVIDAS TRABALHISTAS
 
HOMOLOGAÇÃO
 
CONVENÇÕES COLETIVAS
 
JORNAL DO COMERCIÁRIO

 
Palavra do Presidente

Finalmente as coisas parecem estar voltando aos eixos depois de quase duas semanas de paralisação dos caminhoneiros.

A greve parou o país e as pessoas sentiram na pele a importância da classe trabalhadora. Descobriram que os produtos não aparecem nas prateiras do comércio ou do supermercado como um num passe de mágica. Por trás de cada mercadoria tem um trabalhador que planta, colhe, opera máquinas, dirige e vende os produtos.

É justamente nesse profissional que quero chegar. No profissional do comércio, na minha classe trabalhadora, no comerciário. Ele também foi atingido pela crise, vendeu menos e com certeza sua comissão será menor no final do mês. Mas é justo fazer com que ele pague o preço, que carregue nas costas os prejuízos causados por toda essa paralisação? Claro que não.

Não será a criação de horários diferenciados de trabalho ou turnos mais longos por um período, por menor que seja, que vai fazer o lucro perdido em duas semanas voltar.

Tivemos de esperar pelo retorno dos caminhoneiros para as coisas começarem a andar. Levou um tempo. E porque agora as coisas têm de correr?  Entendo todos os lados. Entendo que houve perdas, mas também não posso permitir que minha categoria comerciária seja atingida pela pressa em reaver os prejuízos.

Vamos respeitar os profissionais e seus direitos garantidos por ele.

Estamos de olho nos horários de trabalho.

Milton de Araújo

Presidente do Sincomerciários de Jundiaí e Região

HOME
 
MISSÃO E VISÃO
 
DIRETORIA
 
FALE COM A GENTE
 
PARCERIAS
 
LINKS
Sindicato dos Empregados no Comércio de Jundiaí e Região - Rua Prudente de Moraes nº 377 - Centro - Jundiaí - Tel.: (11) 4588-2322